mães, disciplina, crianças, saúde

Seu filho não obedece? 4 dicas para mudar isso

Facebook

ignorando, indisciplinado, mães, dicas para“Cão que ladra não morde”

Já ouviu essa expressão antes, certo?

Ouço muitas mães dizerem: “Sou brava mesmo”!

Mas eu conheço essas mães (confesso, muitas vezes ainda sou). Elas falam em tom bravo, ameaçam, mas não dá em nada.

A criança sabe que ela não tem que fazer o que a mãe pediu, se não quiser. Acontece com você?

Suco de Melancia com Abacaxi

Um dia eu presenciei esta cena:

A mãe queria que a filha tomasse suco de melancia com abacaxi para o café da manhã.dicas para, obedecer, pais, filhos, mães

A menina ia ao médico mais tarde e a mãe queria que ela tomasse um bom café da manhã. Também fazia parte do novo “onda de saúde” que ela está tentando ter para os filhos.

Então a babá, entregou o suco e disse: “sua mãe mandou você tomar” e a criança respondeu que não gostava e não iria beber. Depois de tentar um pouco mais, a babá levou o copo embora.

Um minuto mais tarde a mãe chega com o copo na mão, coloca em cima da mesa e diz com firmeza: “Olha, vou deixar aqui para você beber!”.

A criança de 6 anos ignorou e continuou o que estava fazendo sem olhar uma segunda vez o copo de suco.

O que a mãe realmente queria era:

Demostrar autoridade (trazendo o copo de volta).

Fazer com que a menina obedecesse (para o bem dela)

O que ela conseguiu foi:

Ensinar para a filha que se ela desobedecesse as instruções da mãe, não haveria problema, não haveria consequência.

E a menina não bebeu o suco.

O problema

Tudo o que queremos é para o bem de nossos filhos. Desde colocar uma blusa, para que não pegue um resfriado, ou estude para tirar boas notas, obedeça ao seu chamado, para que na rua não saia correndo e seja atropelado, e por aí vai.

Como é comum darmos várias instruções no decorrer do dia, é normal que eles por muitos motivos não obedeçam.

Por motivos como:

  • Falta de atenção
  • Você deu várias instruções em seguida e eles se perderam
  • Simplesmente não querem fazer

Mas nós não queremos estimular a desobediência, por que quando realmente precisamos que eles nosso obedeçam, eles não vão (vão estar acostumados a escolher quando querem obedecer) e sem falar que a nossa convivência diária se torna frustrante e uma eterna briga com eles.

Como mudar esse quadro?

Meu caçula é calorento. Sempre que o clima mudava eu ficava a trás dele: “põe chinelo, coloca uma meia, põe um casaco…” e por aí em diante. E quando ele finalmente fazia, ele tirava 5 minutos depois. E aí começava tudo de novo.

Um dia pensei: Ele dificilmente fica doente, deve ser calorento mesmo, talvez eu estivesse pedindo para ele fazer isso por que eu sentia frio. Talvez não fosse realmente necessário.

Então aqui vão as 4 dicas para mudar isso:

1) Pense antes de pedir. É realmente necessário? Você realmente quer que eles façam? Está disposto a ir até o final para certificar de que vai ser feito? Assim separamos o que são caprichos nossos ou que é para o bem deles.

2) Crianças são pessoas com vontades e gostos próprios. Leve isso em consideração. Ela não queria suco de melancia com abacaxi. Mas será que ela comeria pedaços de melancia e abacaxi?

3) Se você decidiu que seu filho precisa fazer aquilo, veja se há uma escolha: “Você prefere em suco ou em pedaços?” Prefere tomar banho agora ou em meia hora?” “Prefere colocar um casaco ou uma camisa de manga comprida?”.

4) Se seu filho não tem opção:

  • Tome o tempo para explicar:
  • Desça à altura da criança e fale olhando nos olhos, certificando-se que você tem a atenção dela.
  • Explique (de acordo com a idade da criança) por que ela precisa fazer.
  • Diga lhe que não tem opção.

Seguindo essas dicas você vai ter uma convivência diária mais tranquila e a paz de que eles vão te escutar obedecer para o bem deles, até mesmo quando se tornarem adolescentes.

É para o bem deles!

 

 

 

Facebook

Comments